Liquidificador – agora sem trema =)

Positivas

Posted in brésil, septième art, social by dabidomo on 6 de December de 2009

Acabei de ler o post de Ruth de Aquino, do blog Mulher 7×7 sobre o documentário Positivas. Esse documentário é sobre 7 mulheres que contrairam HIV de seus maridos. O filme será lançado no dia 30 de novembro, no Espaço de Cinema Botafogo (rua Voluntários da Pátria, 35), no Rio de Janeiro, na véspera do Dia Mundial de Combate à Aids.

Trade Movie

Posted in septième art by dabidomo on 12 de August de 2009

Acabei de chegar do cinema e estou morrendo de sono, mas não consigo esperar até amanhã pra poder fazer meu review sobre esse filme, Trade. O filme estreou dia 28 de setembro de 2007, quase 2 anos atrás. E cá estou, 2 horas depois ainda em choque.

Adriana(Paulina Gaitan), uma garota de 13 anos é raptada por traficantes sexuais na Cidade do México, onde mora com sua família. Seu irmão mais velho – Jorge (Cesar Ramos) – parte em busca do paradeiro da garota. Durante sua busca ele conhece Ray ( Kevin Kline ) olicial do Texas que também perdeu a família para o tráfico sexual, que se une ao garoto em sua jornada. Adriana é obrigada a cruzar a fronteira junto com outras vítimas da mesma guangue criminosa . Uma dessas outras  vítimas é Verônica (Alicja Bachleda) , uma garota polonesa que sonhava em morar no EUA e que se torna a única amiga de Adriana. Juntas elas atravessam a fronteira rumo a Nova Jersey onde serão leiloadas pela internet. Jorge e Ray buscam juntos pelo sequestrador e tentam resgatar a garota antes que ela seja leiloada e se perca nesse caminho sem volta. Durante todo o trajeto ela sofrem humilhação, passam por momentos de terror e medo.

Todo mundo sabe que o tráfico humano existe, seja para a venda de orgãos no mercado negro ou para fins sexuais. Mas daí ver que isso tudo pode estar acontecendo debaixo do nosso nariz, fiquei perplexo.

Quando li o review desse filme em uma revista, achei que fosse encontrar cenas fortes de estupro e exposição da situação em si, das quais facilmente nos chocamos porém, não foi com isso que me surpreendi. Lógico que as cenas de estupro existem mas estas não impressionam tanto quanto a frieza desse traficantes de gente. Na minha opinião Paulina Gaitan mandou muito bem, mas o destque é pra Alicja Bachleda.

Eu nunca fui de criticar os pedófilos como eu vejo muito gente fazendo. Apenas julgava-os doentes mentais, carentes, problemáticos. Mas esse filme  me cutucou profundamente e fez brotar  sentimentos de raiva contra esse tipo de gente. E o pior que parece  que pouca coisa é feita contra esse tipo de tráfico.

O filme acaba com essa frase :

_”we’re no finding victim because we’re not looking for then”

Outra frase que marcou foi da Verônica antes de pular do precipício:

“_ I”ll make sure you”ll pay for it ”

Definitivamente, Trade foi um dos melhores filmes que eu vi em 2009.

Curisodidades sobre o filme:

-5% da renda obtida na primeira semana de exibição do filme foi destinada a instituições que combatem esse crime;

-Trade foi inspirado na dramática reportaem publicada pela revista New York Times, intitulada de “The Girls Next Door”, escrita por Peter Landesman’s;

Wall-E

Posted in septième art, tecnologia by dabidomo on 19 de November de 2008

Assim como os filmes de Hayao Miyazaki, me rendi aos filmes da Pixar também. São desenhos feitos para crianças e adultos com muita criatividade.

Wall-E apesar de ter pouquíssimas falas é muito criativo. Sem querer parecer brega, mas o tema do filme gira em torno da vida e do amor com boas lições ambientais. O robozinho que é o único habitante da terra, limpa toda a sujeira deixada pelos humanos ( ou pelo menos tenta, já que tem montanhas de lixo) e que, com o tempo vai adquirindo sentimentos. Sinopse aqui  .

walle-and-eva

A Apple também participou na produção do filme e,  além do design do robô Eva ser algo bem a lá iPod, o som que indica que a bateria do Wall-E está recarregada é o mesmo som de iniciação do Mac Os. Para a felicidade dos macaddicts.

Tagged with: , , , ,

Austrália o Filme

Posted in oz, septième art by dabidomo on 19 de November de 2008

Sydney nem é tão grande mas é a principal cidade da Austrália, e tudo que acontece na Austrália tem que passar por aqui ( ou quase tudo ). 

O filme mais caro da Austrália está sendo comentado em todos os canais daqui e acredita-se que será um grande sucesso. Tanto para o cinema australiano quanto para o turismo. 

dsc_0130

Ontem a estréia do filme também aconteceu no Greater Union Cinema, na George Street. A rua foi fechada, o tapete vermelho foi estendido, dois telões instalados e os VIPs chegando. O guarda chuva da Nicole foi tudo que consegui enxergar, além da imagem no telão. Ela foi muito simpática, percorreu todo o carpete vermelho dando autógrafos e tirando foto com fãs.  

Agora é esperar até estréia dia 26 de novembro.

Tagged with: , ,

Fatias Húngaras e Once ( Apenas uma Vez )

Posted in musique, septième art by dabidomo on 9 de June de 2008

Surpresas quando são boas, são sempre bem vindas. O filme Once ( Apenas Uma Vez ) é uma surpresa boa, daquelas que você não se importa em receber 2, 3, 4 vezes. Roteiros, elencos milionários ou grandes produções nem sempre são sinônimos de bons filmes. Once ( Apenas uma Vez ) é a prova real de que um bom filme também pode ser feito com orçamento modesto. É um filme independente e extremamente simples, filmado ocultamente, nas ruas, com figurantes não-cientes de suas condições. As locações, quando existem, são as mais simples possíveis, deixando a merce toda a poesia e musicalidade presente na trilha sonora, composta pelos protagonistas Glen e Marketa( ele um músico de rua e ela uma imigrante tcheca). O roteiro não se prende a sentimentalismo e nem explora a dramaticidade das personagens. É tudo muito sútil, inclusive as intenções dos protagonistas. É uma pena que eu tenha assistido-o em casa, no computador, enquanto preparava as fatias húngaras , desejava vê-lo na telinha do cinema . Mas sem maiores detalhes, acho que o lance e ver o filme e se surpreender. Seguem as indicações e os prêmios que o filme já recebeu mundo afora:

  • Oscar de Melhor Canção Orginal “Falling Slowly” ;
  • Independent Spirit Awards de Melhor Filme Estrangeiro;
  • 2 Indicações ao Grammy, na categoria melhor Trilha Sonora e Melhor Canção orginal

E mais algumas curiosidades sobre o filme:

  • Once foi filmado em apenas 3 semanas com U$70 mil , um orçamento baixo para competir ao Oscar, mas nas palavras do próprio diretor John Carney”foi um projeto entre amigos, com pouco dinheiro e muita alma”;
  • Hansard começou a namorar realmente Markéta durante as filmagens;
  • Os dois fizeram um projeto chamado The Swell Season e abriram show pra Damien Rice myspace.com/theswellseason ;
  •  Quer fazer o download de Once  (560mb)? A-mule ou torrent. Fácil, Fácil

 

 

 

 

Ó Pai, Ó

Posted in septième art by dabidomo on 6 de May de 2008

Eu não sou muito fã dos títulos brasileiros pois sempre exploram a pobreza e violência, não que ela não exista mas os produtores sempre exageram. Mas essa comédia me surpreendeu, pra começar Lázaro Ramos e Wagner Moura, figurinha repetidas no cinema nacional, entre outros globais fazem parte do elenco. A história se passa em Salvador, o palco é o Pelourinho, a OST é o carnaval bahiano.Ivete Sangalo, Araketu, Timbalada, Daniela Mercury dão gingado ao filme. Todos os temas são tratados com muita naturalidade, sem exageros. A direção de arte, e filmagem são ótimas. Me tocou tanto esse filme que bateu uma saudade do Brasil, por isso já inclui no meu roteiro Salvador, IMPERDÍVEL.

Colecionador de Ossos Filme e Livro

Posted in 101 em 1001, livres, septième art by dabidomo on 6 de May de 2008

Bom, atualizando a lista de livros e filmes, terminei de ler, a algumas semanas o Colecionador de Ossos. Esse livro estava intacto aqui em casa a mais de 1 ano assim como todos os que venho lendo. Não quero ir embora e ter que me desfazer deles sem ao menos ter lido. O livro é muito bom, apesar de ter quase 500 páginas, tive prazer de lê-lo. Logo em seguida assisti ao filme que deixa muito a desejar a versão escrita. Um psicopata que baseia-se em um antigo livro e comete vários assassinatos em NY, sempre deixando pistas que levam a sua próxima vítima. Imprevisibilidade e crueldade…

15. Ler no mínimo 6 livros por ano; Agora faltam 5; agora faltam 4

Juno

Posted in septième art by dabidomo on 31 de March de 2008

juno

Há tempos não assistia a um bom filme americano. Juno , que teve indicação pra 4 Oscars e levou como melhor roteiro original ( Diablo Cody ) , desbanca muita grande produção de Hollywood, sendo um filme simples, inteligente, divertido,com muito jogo de palavras e uma belíssima soundtrack. Juno é muitíssimo bem interpretada por Ellen Page, essa garota é punk. Não sei se só eu achei isso, mas toda vez que Juno abria a boca, eu enxergava a Lynette ( Desperate Housewives ) semelhanças à parte, houve um diálogo muito bonito entre ela e o pai que me fez recordar algumas lembranças, mais ou menos assim:

_Parece triste filha, oque está acontecendo?

_Devo estar perdendo a fé na humanidade.

_Pode ser mais específica?

_Eu só me pergunto se duas pessoas podem ficar juntas para sempre.

_Tipo, casais?

_Sim, tipo pessoas apaixonadas.

Depois do pai desconfiar e argumentar com ela, ela volta dizendo:

_Eu preciso saber se duas pessoas podem ficar juntas e felizes para sempre.

_ Não é fácil com certeza. Não tenho o melhor histórico do mundo, eu sei, mas estou com sua madrasta há 10 anos e tenho orgulho em dizer que somo felizes. Olhe, na minha opinião, o melhor a se fazer é achar alguém que a ama pelo que você é. Do bom humor, do mau humor, bonita, feia, bonito, oque for. A pessoa certa continuará vendo raios de sol saindo da sua bunda. Esse é o tipo de pessoa com a qual vale a pena ficar.