Liquidificador – agora sem trema =)

Parada do Orgulho Gay

Posted in brésil, spectacles by dabidomo on 31 de May de 2008
Este mês aconteceu a 12ª segunda Parada do Orgulho Gay e mais um ano quebrando recordes. De acordo com a Organização do evento, foram 4 milhões de pessoas pulando, dançando, bebendo e beijando. E oque era pra ser um ato de militância pelos direitos GLBT acabou virando esse rentável carnaval fora de época. O prefeito de SP deixa bem claro o motivo do apoio a Parada, DINHEIRO. A prefeitura investe 1 milhão de reais com a infra-estrutura e esses 4 milhões de pessoas deixam na cidade de São Paulo 168 milhões de reais, lucro maior só quando acontece a Fórmula 1. A revista Veja publica pesquisa indicando a renda salarial dos gays e outras mídias tbm adoram falar do dinheiro desses gays. Isso é preocupante, pois dessa forma o governo e a mídia estão passando a imagem de que gays são apenas consumidores, e muito bem dotados de recursos. Grande parte dessa tolerância repentina a favor dos gays, está vindo porque o dinheiro no Brasil fala mais alto. O gay não está pedindo respeito ou direitos, ele está comprando.
Advertisements
Tagged with: , ,

E a listinha dos 101…

Posted in 101 em 1001 by dabidomo on 28 de May de 2008

Depois de algum tempo longe do teclado, cá estou eu a digitar novamente. Ouvindo Adele e registrando mais uma tarefa pra minha lista. Lista essa que anda abandonada e sem novas idéias. Finalmente levei as roupas que há tempos não usava e acabei vendendo pra uma loja aqui por perto. Uma boa e uma má notícia: sim, eles compraram minhas roupas, mas só as de verão. Bom, pra quem estava disposto a doar, 2000 ienes ( que não paga nem o chapéu que tava junto ) já é algo, um valor meio “simbólico” mas só de saber que as roupas serão reutilizadas e não vão virar pó e CO2 em algum incenerador de lixo desse Japão já é compensador.

35. Levar as roupas que não uso pra um brechó;

E o Meio Ambiente?

Posted in brésil by dabidomo on 20 de May de 2008

Parece que a ficha está caindo para o Presidente Lula e finalmente ele está disposto a levar o meio ambiente a sério. Enquanto o mundo corre em uma direção, a preservação dos recursos naturais e a diminuição da emissão de poluição, o Brasil navega sem direção e sem rumo. Ou melhor navegava, pois devido a pressões internacionais ( na minha opinião foi isso ) a partir de hoje o novo primeiro ministro do meio ambiente já confirmado é Carlos Minc, secretário do meio ambiente do Rio. Quando o assunto é política Carlos Minc tem uma vasta bagagem, já teve mais de uma centena de leis aprovadas e muitas delas a favor do meio ambiente e da comunidade GLBT. Minc é um político libertário que sofreu na pele o preconceito de pertencer a uma minoria, por vir de família judaica. É um dos poucos nomes na política que admiro, pois se preocupa com coisas que são do meu interesse, DIreitos GLBT e Meio Ambiente. Estou muito contente e orgulhoso pela decisão do Lula, pelas imposições do Minc, afinal ele não é um político, ele é o POLÍTICO. Espero que depois dessa escolha o Brasil entre na corrente certa, continue crescendo, moderadamente, de modo sustentável , renovando e fazendo uso consciente dos recursos naturais. Se nem Minc conseguir dar um jeito na exploração da Amazônia, a unica solução (como dizem os Titãs em Aluga-se) é alugar o Brasil. E a Amazônia será o jardim do quintal.

Asa ( Asha )

Posted in musique by dabidomo on 6 de May de 2008

Mais uma nova cantora pra minha lista de favourites. Asa é uma cantora franco-nigeriana,  que cresceu ao som de Marvin Gaye, Bob Marley, Aretha Franklin e lançou seu álbum no Japão mês passado e está traçando um caminho de sucesso pela Europa.  Eu curti muito o gênero desse álbum, senti uma mistura de Jack Johnson, Lauryn Hill, Macy Gray. Só pra deixar registrado esse lindo clip: Fire On The Mountain – Asa

Ó Pai, Ó

Posted in septième art by dabidomo on 6 de May de 2008

Eu não sou muito fã dos títulos brasileiros pois sempre exploram a pobreza e violência, não que ela não exista mas os produtores sempre exageram. Mas essa comédia me surpreendeu, pra começar Lázaro Ramos e Wagner Moura, figurinha repetidas no cinema nacional, entre outros globais fazem parte do elenco. A história se passa em Salvador, o palco é o Pelourinho, a OST é o carnaval bahiano.Ivete Sangalo, Araketu, Timbalada, Daniela Mercury dão gingado ao filme. Todos os temas são tratados com muita naturalidade, sem exageros. A direção de arte, e filmagem são ótimas. Me tocou tanto esse filme que bateu uma saudade do Brasil, por isso já inclui no meu roteiro Salvador, IMPERDÍVEL.

Colecionador de Ossos Filme e Livro

Posted in 101 em 1001, livres, septième art by dabidomo on 6 de May de 2008

Bom, atualizando a lista de livros e filmes, terminei de ler, a algumas semanas o Colecionador de Ossos. Esse livro estava intacto aqui em casa a mais de 1 ano assim como todos os que venho lendo. Não quero ir embora e ter que me desfazer deles sem ao menos ter lido. O livro é muito bom, apesar de ter quase 500 páginas, tive prazer de lê-lo. Logo em seguida assisti ao filme que deixa muito a desejar a versão escrita. Um psicopata que baseia-se em um antigo livro e comete vários assassinatos em NY, sempre deixando pistas que levam a sua próxima vítima. Imprevisibilidade e crueldade…

15. Ler no mínimo 6 livros por ano; Agora faltam 5; agora faltam 4

Funeral Blues

Posted in poésie by dabidomo on 5 de May de 2008

 

Stop all the clocks, cut off the telephone,
Prevent the dog from barking with a juicy bone.
Silence the pianos and with muffled drum
Bring out the coffin, let the mourners come.

Let aeroplanes circle moaning overhead
Scribbling on the sky the message He is Dead,
Put crépe bows round the white necks of the public doves,
Let the traffic policemen wear black cotton gloves.

He was my North, my South, my East and West,
My working week and my Sunday rest,
My noon, my midnight, my talk, my song,
I thought that love would last forever: ‘I was wrong’

The stars are not wanted now, put out every one;
Pack up the moon and dismantle the sun;
Pour away the ocean and sweep up the wood.

W.H.Auden (1907-73)

Blues Fúnebre

Parem todos os relógios, que os telefones emudeçam.
Para calar o cachorro, um bom osso lhe ofereçam.
Silenciem os pianos, e em surdina os tambores
Acompanhem o féretro. Venham os pranteadores.

Que aviões a sobrevoar em círculos lamurientos
Rabisquem no céu o Anúncio de Seu Falecimento.
Que nas praças as pombas usem coleiras de crepe, em luto,
E os guardas de trânsito calcem luvas negras em tributo.

Ele foi meu norte, meu sul, meu nascente, meu poente.
Foi o labor da minha semana, meu domingo indolente.
Foi meu dia, minha noite, meu falar e meu cantar.
Julguei ser o amor infindo. Como pude assim errar?

Já não me importam as estrelas: fique o céu todo apagado.
Empacotem e embrulhem a lua; seja o sol desmantelado.
Esvaziem os oceanos, do mundo sejam as florestas varridas.
Porque agora, para mim, nada resta de bom nesta vida.

Tradução de Humberto Kawai

Tagged with: ,

Capitalismo e vacas

Posted in hilare by dabidomo on 5 de May de 2008

CAPITALISMO IDEAL
Voce tem duas vacas.
Vende uma e compra um touro.
Eles se multiplicam, e a economia cresce.
Você vende o rebanho e aposenta-se, rico.

CAPITALISMO AMERICANO
Você tem duas vacas.
Vende uma e força a outra a produzir o leite de quatro vacas.
Fica surpreso quando ela morre.

CAPITALISMO FRANCÊS:
Você tem duas vacas. Entra em greve porque quer que o Estado lhe garanta três, com os generosos subsídios da Política Agrícola Européia.

CAPITALISMO CANADENSE:
Você tem duas vacas. Usa o modelo do capitalismo americano. As vacas morrem. Você acusa o protecionismo brasileiro e adota medidas protecionistas para ter as três vacas do capitalismo francês.

CAPITALISMO JAPONÊS
Você tem duas vacas.
Redesenha-as para que tenham um décimo do tamanho de uma vaca normal e produzam 20 vezes mais leite.
Depois cria desenhinhos de vacas chamados Vaquimon e os vende para o mundo inteiro.

CAPITALISMO BRITÂNICO
Você tem duas vacas.
As duas são loucas.

CAPITALISMO ITALIANO
Você tem duas vacas.
Uma delas é sua mãe, a outra é sua sogra, maledetto!!!.

CAPITALISMO HOLANDÊS
Você tem duas vacas.
Elas vivem juntas, não gostam de touros e tudo bem.

CAPITALISMO ALEMÃO
Você tem duas vacas.
Elas produzem leite regularmente, segundo padrões de quantidade e horário previamente estabelecido, de forma precisa e lucrativa.
Mas o que você queria mesmo era criar porcos.

CAPITALISMO RUSSO
Você tem duas vacas.
Conta-as e vê que tem cinco.
Conta de novo e vê que tem 42.
Conta de novo e vê que tem 12 vacas.
Você pára de contar e abre outra garrafa de vodca.

CAPITALISMO SUÍÇO
Você tem 500 vacas, mas nenhuma é sua.
Você cobra para guardar a vaca dos outros.

CAPITALISMO ESPANHOL
Você tem muito orgulho de ter duas vacas.

CAPITALISMO PORTUGUÊS
Você tem duas vacas.
E reclama porque seu rebanho não cresce…

CAPITALISMO HINDU
Você tem duas vacas.
Ai de quem tocar nelas.

CAPITALISMO ARGENTINO
Você tem duas vacas.
Você se esforça para ensinar as vacas a mugirem em inglês…
As vacas morrem.
Você entrega a carne delas para o churrasco de fim de ano ao FMI.

CAPITALISMO CHINÊS
Você tem duas vacas e 300 pessoas tirando leite delas.
Você se gaba de ter pleno emprego e alta produtividade.
E prende o ativista que divulgou seus números.

CAPITALISMO BRASILEIRO
Você tem duas vacas.
Uma delas é roubada.
O governo cria a CCPV- Contribuição Compulsória pela Posse de Vaca.
Um fiscal vem e lhe autua, porque embora você tenha recolhido corretamente a CCPV, o valor era pelo número de vacas presumidas e não pelo de vacas reais.
A Receita Federal, por meio de dados também presumidos do seu consumo de leite, queijo, sapatos de couro, botões, presume que você tenha 200 vacas e para se livrar da encrenca, você dá a vaca restante para o fiscal deixar por isso mesmo.